Como o avançar da idade pode afetar sua fertilidade ?

A tabela acima mostra o importante decréscimo da taxa de fertilidade conjugal associado a idade da mulher. Esse gráfico resume estudos de 10 populações diferentes em diversos épocas, entre os séculos XVII e XX. Foi reproduzido pela ASRM em um guideline que aborda este assunto.

Com 20 semanas de gestação, o feto feminino possui o  número de oócitosque  pode chegar a  6-7 milhões . O número de oócitos diminui para aproximadamente 1-2 milhões ao nascimento; 300.000-500.000 na puberdade; 25.000 aos 37 anos de idade; E 1.000 na idade 51 anos, a idade média da menopausa nos Estados Unidos.

A fecundidade das mulheres diminui gradualmente, mas significativamente começando aproximadamente aos 32 anos e diminui mais rapidamente após os 37 anos, refletindo principalmente numa diminuição na qualidade do óvulo em associação com um aumento gradual no nível circulante do hormônio FSH e diminuições na circulação hormônio antiulleriano e Inibina B.

O declínio da fecundidade associado à idade é acompanhado por aumentos significativos nas taxas de aneuploidia e aborto espontâneo.

Mesmo para embriões morfologicamente normais selecionados para transferência em ciclos de FIV, a prevalência de aneuploidia é alta em mulheres de idade materna avançada. A taxa de perda fetal também é significativamente aumentada.

Taxa de aborto após 7 semanas de gestação em mulheres que conceberam durante FIV com transferência de embrião fresco :

  • 9,9% das mulheres menores de 33 anos
  • 11,4% para mulheres de 33-34 anos
  • 13,7% para mulheres de 35-37 anos
  • 19,8% para mulheres de 38-40 anos
  • 29,9% para mulheres de 41-42 anos
  • 36,6% para mulheres com mais de 42 anos

A fecundidade das mulheres diminui durante os anos reprodutivos principalmente por causa da atresia contínua dos oócitos e torna-se significativamente comprometida antes do aparecimento da irregularidade menstrual perimenopausa.

O Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas e a Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva fazem as seguintes recomendações:

  1. Educação e maior conscientização do efeito da idade sobre a fertilidade é essencial no aconselhamento do paciente que deseja a gravidez.
  2. As mulheres com mais de 35 anos de idade devem receber avaliação rápida e tratamento após 6 meses de tentativas fracassadas de engravidar ou mais cedo, se clinicamente indicado.
  3. Em mulheres acima de 40 anos, a avaliação e tratamento imediatos são garantidos.

Este texto foi traduzido do guideline da ASRM sobre o tema. Segue o link do artigo para acesso: www.asrm.org

Obrigado Dr. Igor Faria Dutra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s